.

.

.

.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

ATUALIDADE: Sisal sobrevive forte no semiárido da Bahia na cidade de Valente e um dos principais meios de renda e sustentabilidade de muitas familias




O Agave Sisalana ou “pé de sisal” é cultivado em regiões semiáridas. O principal produtor é o estado da Bahia, especialmente na região sisaleira, onde está localizado o maior polo produtor e industrial do sisal do mundo, as cidades de Santaluz, Queimadas, Valente, Retirolândia, São Domingos e Conceição do Coité. A cidade de Valente, que fica a cerca de 70 km de Riachão do Jacuípe e a 238 km de Salvador, encontra-se como  a maior sede das indústrias têxteis de sisal do mundo, que é a APAEB

Lá é produzindo carpetes, tapetes, capachos e fios. Com cerca de 27.162 habitantes, a cidade tem como umas de suas principais fontes de renda a agricultura familiar e o sisal, planta que deu a Valente o título de capital mundial da fibra. A cultura do Sisal vem desde a década de 1970, era meio de renda de mais de 50 cidades, hoje algumas deixaram de produzi Sisal. 

Em Valente existem plantações que datam de mais de 80 anos de idade, e resistem até os dias de atuais, fortes e produzindo. O temido motor de moer Sisal e o grande mito de quem houve falar sobre a cultura, mastiga ferozmente a palma que se torna a fibra trabalhar com ele é arriscado, muitos perderam dedos e até uma das mãos, mas por outro lado compensa pela alegria e a renda do sustento da família que muitos tiram das plantações e manuseio do Sisal.




E não é só a fibra do Sisal que é gerada através de seu beneficiamento, dos dejetos gerados da moagem vem a mucilagem e o feno para alimentação de animais de criação como, caprinos ovinos e bovinos, estes dejetos da palma do sisal é rico em proteínas e muito saudável para alimentação dos animais, além disso, também serve como adubo da própria plantação de Sisal. 

Após ser colhida toda produção e levada para a fabrica da APAEB, onde são fabricados tapetes e cordas que servem como matéria prima para artesanatos em geral feitos com sisal, na fábrica a fibra também recebe cores variadas e são selecionados por tipos de qualidade, são mais de dois mil funcionários que trabalham nessa fabrica. O artesanato produzido é vendido na cidade de Valente em diversas lojas, e são muito procurados na região e também na capital baiana onde existem muitas lojas com produtos derivados do Sisal.





O sucesso é tão grande que os tapetes de Sisal da APAEB já foram parar até em novelas da Rede Globo enfeitando cenários de personagens importantes, como Maria do Carmo personagem de Suzana Vieira na novela Senhora do Destino, no cenário da mansão de Marcos, personagem do ator José Mayer na novela Passione e decorou alguns cenários da novela Aquele Beijo.

A APAEB é uma das maiores indústrias têxteis de Sisal do mundo, produzindo carpetes, tapetes, capachos e fios, além disso, a fundação APAEB ajuda os agricultores de Sisal com assessorias importantes no cultivo e manejo da plantação, além de ceder equipes multidisciplinares que atuam diretamente junto ás famílias de agricultores, disponibilizando profissionais agrônomos, veterinários, pedagogos, biólogos e técnicos em agropecuária, que dão suporte as todos os produtores em suas respectivas propriedades.

VEJA O VÍDEO:


  

REPORTAGEM DE ALANA ADRIELLE.
Postar um comentário