.

.

.

.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

URGENTE: Segunda maior enchente da história de Riachão do Jacuípe assusta população e deixa várias famílias desabrigadas

As chuvas que chegaram em nossa região desde a primeira semana de janeiro certamente trouxe muita alegria ao homem do campo, mas na madrugada desta sexta-feira (22) a mesma alegria de ver a chuva em abundância se tornou em medo e terror para a população jacuipense.

Não só em Riachão chove torrencialmente, mas também em todo território da Bacia do Jacuípe e região de Morro do Chapéu, onde fica a nascente do Rio Jacuípe que banha nossa cidade. Isso fez com que muita água chegasse ao rio de repente, e por volta das 3hs da madrugada muitas casas que ficam às margens do rio já tinham sido completamente tomadas pelas águas.



Quando amanheceu a imagem era de total caos na cidade, todos os bairros, com exceção do centro da cidade, foram atingidos. Moradores carregavam moveis na tentativa de salvar o que restou, curiosos seguiam para todos os lados em busca de informações de parentes e amigos, “a cidade não dormiu”. Os bairros mais afetados foram Alto do Cruzeiro, Barra e Jatobá, neste último, o riacho do boqueirão, também chamado de riacho da Barra, transbordou deixando vários moradores desabrigados e alguns até ilhados em suas casas.

Um mutirão foi esquematizado por homens da Barra e Jatobá para retirar essas pessoas das casas alagadas, um senhor de 79 anos acabou ficando refugiado no telhado de sua casa com um garoto e alguns animais de criação, em uma casa no piso superior uma família aguardava socorro. Sensibilizado com a situação, o empresário Élson da Art’Couro disponibilizou uma lancha para que os resgates fossem feitos. O risco e choque elétrico era grande, pois postes e contadores estavam próximos à água.



A cidade está isolada, para quem não sabe Riachão é como se fosse uma espécie de ilha, por todas as saídas têm riachos e rios que cortam fazendas e as margens da BR-324, uma parte da ponte do riacho da Barra que fica na BR foi levada pela força das águas, no ano de 2015 um grande buraco abriu na cabeceira da ponte após fortes chuvas que ocorreram na cidade.

Ônibus e caminhões foram obrigados a voltar, alguns tentaram desviar por Serra Preta, mas na BA-120 uma ponte também caiu. Já no trecho entre Riachão e Coité parte da pista foi levada pelo riacho do boqueirão. Chegou ao conhecimento de nossa redação de que parte da BR-324 entre Vila Aparecida e Nova Fátima havia cedido, mas esta informação não foi confirmada. A população comenta que esta cheia chegou perto da enchente de 1980, o recorde onde as águas do Jacuípe chegaram próximo ao Banco do Brasil, hoje esse recorde por pouco não foi batido.

A água chegou a muitos lugares que antes não eram atingidos, por esta razão, a enchente de hoje entra para a história da cidade, como a segunda maior depois de 1980. Com a interrupção da pista na ponte do riacho da Barra os bombeiros não puderam ter acesso com os equipamentos de socorro, ficando todos do outro lado, apenas a lancha da equipe foi usada para circular com os socorristas. 
 

Ainda não foi estipulado prazo para o concerto do trecho. Os possíveis desvios para este trecho são: Desvio 1 - Estrada entre Filadélfia, na BR 407, e Euclides da Cunha/BA, na BR 116. Desvio 2 - Saindo de Feira de Santana/BA, via estrada do feijão, até Baixa Grande/BA, depois seguir por Mairi/BA até Capim Grosso/BA. Outros possíveis desvios foram desaconselhados pelas equipes da PRF no local, devido ao clima e risco de novas interdições. Além do trecho de Riachão do Jacuípe, a PRF alerta também para as rodovias nas proximidades de Jacobina/BA e entre Itaberaba/BA e Lençóis/BA (BR 242), devido às fortes chuvas nestes trechos.

A prefeita Tânia Matos decretou estado de calamidade pública na cidade, arrecadações de alimentos, roupas e água estão sendo feitos em Salvador, Feira de Santana e várias cidades da região, como por exemplo Valente, através de Róger da Natural Oliveira e Nova Fátima através de um grupo de jovens estudantes.

OBS.: PEÇO DESCULPAS AOS LEITORES E TELESPECTADORES PELA DEMORA EM ENTRAR NO AR ESTA REPORTAGEM, DEVIDO AS FORTES CHUVAS FICAMOS SEM ENERGIA POR MUITAS HORAS HOJE E TAMBÉM SEM SINAL DE INTERNET. AGRADECEMOS À COMPREENSÃO DE TODOS.

VEJA O VÍDEO – EXCLUSIVO:


 

REPORTAGEM DE ALANA ADRIELLE 


 
Postar um comentário