.

.

.

.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

NA BOCA DO POVO: Mais um lixão é interditado pela população em Riachão do Jacuípe, desta vez em Chapada




Na manhã desta segunda-feira (23), moradores do distrito de Chapada acordaram revoltados e decididos, fecharam o acesso que vai para outro lixão da cidade de Riachão do Jacuípe. Há mais de uma semana moradores reclamam da fumaça e dos dejetos levados pelo vento para casas da Vila Procópio e entrada do povoado. Mas a Prefeitura através do setor responsável não resolveu o problema.

“Esta noite a gente não dormiu com a fumaça, estou aqui com dor de cabeça, meu filho vive doente, isso é um desrespeito com a gente”, disse a senhora Silvania, moradora da vila.

Com o fechamento do lixão principal da cidade, que ficava próximo ao terreno do senhor Hildegarde, a cerca de um mês e alguns dias, parte do lixo, cerca de 70% do coletado na cidade e em alguns povoados, estão sendo despejados neste lixão de Chapada, com isso a demanda aumentou em mais de 100% no local. Segundo moradores o lixo é queimado por funcionários da Prefeitura, responsáveis pela coleta, com o objetivo de ter mais espaço, e com essa atitude gera a fumaça e danos à saúde dos que moram próximo. 


Nem um aterramento adequado tem no local, segundo Jerry Moreno, comunicador que viveu sua infância no povoado e foi chamado pela população para organizar o protesto e representar os moradores perante a imprensa, apenas um cascalho é despejado no local para que seja misturado ao lixo e nivele o terreno, algo que segundo ele é errado, pois deveria haver o aterramento através de buracos.

Os moradores estão irredutíveis e dizem que só are o acesso quando a administração tome providencias. A assessoria de comunicação da Prefeitura foi procurada por nossa reportagem, mas ninguém foi encontrado para falar sobre a situação, enquanto nossa reportagem esteve no local, nenhum representante da Prefeitura foi até lá para negociar com os moradores ou falar com a imprensa.

VEJA O VÍDEO:

 

REPORTAGEM E IMAGENS - ALANA ADRIELLE.


 
Postar um comentário