.

.

.

.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

ATUALIDADE: Mesmo com dificuldades e falta de apoio politico o GGRJ realizou a 4ª edição da Parada LGBTS de Riachão do Jacuípe

 



Neste domingo (11) a tarde foi de festa e alegria para a população jacuipense, principalmente para os homossexuais e transexuais. Foi realizada a quarta edição da parada gay (LGBTS) da cidade de Riachão do Jacuípe. No começo um publico muito tímido, mas logo que o trio Traz Amor começou aquecer o som, o povo começou chegar na Praça Joaquim Carneiro, em frente a Câmara Municipal, ponto de partida da caminhada.

Este ano o evento não teve muito apoio, alguns comércios alegaram crise, mas uma boa parte ajudou, com brindes e apoio, e foram todos citados no trio durante percurso e durante os discursos.  Chico Manfredinni, produtor cultural  e um dos organizadores da parada, abriu as falas lembrando a importância do respeito aos gays, lésbicas, travestis e transexuais. Logo depois seguiu-se o discurso de Michelle Beatriz, presidente fundadora da Parada LGBTS, onde agradeceu ao apoio dos comerciantes que puderam colaborar.



Depois foi a vez de passar as faixas, onde a Rainha do ano passado Rafael, passou a faixa para Damião, as princesas também trocaram as faixas, e em seguida as madrinhas, que este ano teve Daniela Cordeiro como homenageada, em seu discurso Daniela salientou a importância de se combater a intolerância aos homossexuais e também o combate à violência aos mesmos.

Foi sentida a falta de personagens ilustres que sempre registram presença na parada, como Dona Anália Souza e a Professora e Doutora Marinelia. Também se observou a falta de todos políticos da cidade, entre vereadores, a prefeita e lideranças políticas, nenhuma marcou presença no evento, nem mandou representantes, pelo menos até o momento que nossa reportagem esteve presente.



Nossa reportagem não teve informações sobre ajuda da prefeitura de Riachão ou se o Governador ajudou também no evento, durante as falas e o percurso do trio, ambos não foram citados em agradecimentos e patrocínios. O trio seguiu no percurso passando pela frente da Igreja Matriz, onde fica o famoso e tradicional pé de barriguda, e entrou pela `raça Landulfo Alves ao som de DJ e os gogo-boys dançando.. O trio deu duas voltas na praça e encerrou com banda de pagode próximo ao Palco Fixo.

VEJA AS FOTOS:

  

VEJA OS VÍDEO:

  

REPORTAGEM E IMAGENS - ALANA ADRIELLE.
Postar um comentário