.

.

.

.

sábado, 9 de maio de 2015

URGENTE: Após um ano bandidos voltam a explodir caixa eletrônico da cidade de Pé de Serra




Depois de um ano a cena volta a se repetir na cidade de Pé de Serra na região da Bacia do Jacuípe a cerca de 27 km de Riachão. Durante a madrugada deste sábado (09), bandidos invadiram a cidade em três carros e detonaram explosivos no ponto onde funciona o caixa eletrônico do Banco do Brasil.

A população acordou assustada, tudo aconteceu por volta das 3hs da madrugada, o armamento pesado do bando pôde ser percebido pelos Policiais Militares que estavam de plantão no posto da PM. Mas os soldados nada puderam fazer, pois os marginais haviam trancado a grade da casa com corrente e cadeado, ao subir para o primeiro andar tiros foram disparados contra os PMs.

Os pneus da viatura foram furados com faca, e dois bandidos ficaram na frente do posto fazendo ameaças aos policiais. Após a ação dois carros pararam em frente ao local pegando os dois comparsas e saído em alta velocidade na direção do povoado de Santo Agostinho, que dá acesso por estrada vicinal até a cidade de Ipirá e a BR-242 (Estrada do Feijão).



Ninguém do Banco estava na cidade no momento da reportagem, nem foi informada a quantia roubada. Alguns bancos têm tomado medidas de não deixar os caixas eletrônicos abastecidos nos finais de semana, o que por um lado causa reclamações dos clientes, mas por outro inibe mais este tipo de ação. O local ficou totalmente destruído e com a estrutura comprometida, a população teme que o banco não queira mais reabrir o ponto, que depois da ultima explosão em 2014 ficou cerca de cinco meses em reforma, causando prejuízos tanto a clientes como ao banco.


Outro medo dos correntistas é o de sacar dinheiro em Riachão, cidade mais próxima, e no retorno a Pé de Serra ser assaltados na estrada, como já aconteceu em outras ocasiões, na cidade agora apenas os Correios fazem transações do banco, mas nem tudo pode ser feito por lá. Lembrando que clientes de Riachão também passam por transtornos, pois aqui na cidade a agencia foi incendiada e funciona em local pequeno e improvisado, com este aumento na demanda de atendimento pode-se esperar mais filas e demora em ser atendido.

VEJA O VÍDEO:

 

REPORTAGEM E IMAGENS - ALANA ADRIELLE.
Postar um comentário