.

.

.

.

domingo, 22 de março de 2015

DENÚNCIA: Homem é vítima de golpe e tem seu nome sujo e não consegue resolver através de juizado especial



Na manhã deste domingo (22) nossa reportagem foi procurada pelo senhor Erivaldo Santana Menezes, que deseja fazer um apelo e uma denuncia. Segundo ele, a cerca de dois anos o seu nome e CPF foram usados para compras em uma empresa de automotivos em Feira de Santana, e ele garante que não fez a compra e nem autorizou ninguém usar seus dados pessoais para tal fim.

Erivaldo descobriu o fato quando foi tentar abrir uma conta em um banco, no local ele foi informado que seu nome estava sujo e que não poderia a abrir conta, ao questionar de onde era o registro de divida, o funcionário o orientou a procurar os órgãos responsáveis por averiguar. O mesmo foi a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e outros locais e nada constava, ao voltar ao banco, o funcionário que o atendeu abriu novamente o cadastro e o mostrou, lá estava nome da empresa e montante da divida.

Desesperado, Erivaldo foi até o Juizado de Pequenas Causas e deu entrada em um processo, com documentos comprovando que não foi ele quem fez a compra e que tão pouco tinha conhecimento do fato, mas segundo a vítima o processo está emperrado, e coincidências estranhas acontecem atrasando o veredito final, e mais, ele alega que foi até destratado por funcionários no Juizado.

Erivaldo recorreu ao nosso canal (TV Verdade) para apelar aos órgãos competentes que resolvam esta situação, veja a entrevista:

VEJA O VÍDEO:



REPORTAGEM E IMAGENS - ALANA ADRIELLE

 APOIO 
Postar um comentário